• Marcio David

Fazenda Paraná –  Equipe Fishingtur novamente na terra do queijo e dos Gigantes Redondos e Surubins


Local: Fazenda Paraná - Nova Serrana - MG Data: Junho de 2013

Olá Amigos leitores de nosso site,

No último feriado prolongado de Corpus Christi decidimos aproveitá-lo visitando pesqueiros em Terras Mineiras, e um dos escolhidos foi o Pesqueiro Fazenda Paraná que está situado próximo a Cidade de Nova Serrana no estado de Minas Gerais.

O local é bem fácil de chegar e saindo pela Rodovia Fernão Dias sentido Belo Horizonte, pegar a saída no Km 617 para cidade de Oliveira, e percorrer cerca de 100 km pela BR 494 sentido a cidade de Nova Serrana. A distância de São Paulo/Capital até o Pesqueiro é de aproximadamente 520 km. Seguimos para essa aventura eu (Silvio Leme), Léo Paturi e o Adimir, sendo os três mosqueteiros da equipe Fishingtur a se aventurar nas Terras do queijo com goiabada.

Após uma viagem tranquila por estradas bem conservadas, chegamos a Fazenda Paraná por volta das 08h30min h., e já fomos recebidos pelo amigo Klebinho que administra o local. A hospitalidade do Klebinho é impar e acreditem ele já havia providenciado um belo café da manhã como boas vindas a nossa equipe.

Durante o café da manhã aproveitamos para colocar o papo em dia e pegar algumas dicas com o Klebinho que nos informou que os Redondos ainda estavam na ativa e os Surubins (Pintados e Cacharas) estavam bem ativos. Noticia melhor que essa logo na chegada impossível e rapidamente rumamos para o local escolhido para “firmarmos território” e decidimos ficar na margem oposta ao restaurante e iniciamos com a montagem de nossos equipamentos.

Começamos a pescaria na modalidade que mais gostamos de praticar, sendo o uso das bóias cevadeiras e eva’s sempre concentrando a ceva no centro do Lago e logo nos primeiros arremessos avistamos rebojos dos grandes redondos próximo à ceva. Adrenalina e expectativa subindo, até que lá se vai todo o conjunto de bóia cevadeira, bóia guia eva’s e miçanga para as profundezas e apenas confirmei a fisgada e imediatamente recebi um contra-ataque com o peixe levando fácil uns 30 metros de linha (isso foi uma constante). Como o conjunto era de carretilha perfil baixo de linha 0.37 mm e o arremesso teve cerca de 50 metros, ainda restavam cerca de 30 metros de linha no carretel, mas como se tratava do primeiro peixe de Respeito mantive a fricção no limite para não ter o primeiro “zera carretel” e minutos depois um lindo Tambaqui entrou no passaguá para as fotos com a equipe Fishingtur!!!

Peixe liberado e observo o Adimir travando uma batalha com mais um redondo capturado na miçanga com 30 cm de profundidade. Esse peixe apesar de não ser muito grande correu para uma das margens do lago dando “um caldo” em nosso amigo, mas após uns 10 minutos o peixe não resiste e segue para as fotos.

Na seqüência o amigo Léo engata um lindo exemplar e por ser o primeiro peixe dele na Fazenda Paraná também estranhou a grande força e brutalidade dos redondos.

Uma breve parada para o típico almoço da culinária mineira com um descanso merecido e retornamos ao trabalho com os redondos ainda bem ativos (não davam trégua) na ceva e rapidamente mais 2 belos exemplares foram capturados

Com o cair da tarde o cardume encostou de vez e bastava arremessar na ceva concentrada no centro do lago para as bóias literalmente darem um tchauuuuuu... e linha esticada, fisgada confirmada e peixes na foto!!!

Antes do anoitecer aproveitamos as últimas batidas dos redondos na ceva e consigo fisgar mais um belo exemplar que seguramente teve uma seqüência de 3 ou 4 grandes tomada de linha em direção ao centro do lago e após alguns minutos encosta mais um lindo Tambacu De Qualidade na margem e aos pés da Equipe Fishingtur para as fotos. Como sempre gosto de dizer.... Nota 10!!!

A noite chegou e foi inevitável não nos lembrarmos do nosso bate papo com o Klebinho durante o café da manhã que havia informado que os surubins estavam começando atacar as iscas e montamos os equipamentos com cabeça de Tilápia de fundo e Salsicha flutuando/boiando rente a margem do lago. E na cabeça de Tilápia de fundo o Léo “toma uma pancada” digna de um peixe “malcriado” que não tomou conhecimento de um equipamento médio/pesado e tirou o amigo para “dançar”. Mas, com maestria o Léo traz para margem o primeiro de muitas Cacharas de bom porte capturadas por nossa equipe. Um lindo e grande exemplar!!!

O Léo estava impossível e no outro equipamento com Salsicha flutuando rente a margem escutamos aquele canto que tanto adoramos do peixe tomando linha e na confirmação da fisgada o Léo identifica pelas corridas ser outro exemplar de couro o que se confirmou quando encostou à margem e caiu no passaguá. Este peixe, inclusive, mandou a tradicional rabada e acabei tomando um belo banho!!!

E olha o Léo aí novamente e desta vez um redondo atacou a Salsicha flutuando na margem. Não falei que o homem estava impossível?!?!?

.

E prá variar, logo na seqüência o Léo está novamente com mais uma pequena, mas valente cachara nos braços.

Eu, acreditem, estava pescando, mas os bichos insistiam em escapar e para confirmar que estava na labuta, segue abaixo uma foto com um peixe fisgado e claro, acabou escapando também (rs..)!!!

Enquanto isso o nosso amigo Léo, novamente com peixe na linha e novamente mais uma linda Cachara capturada desta vez na cabeça de Tilápia no fundo. Pesca muito esse Léo!!!

Depois de trabalharmos arduamente na retirada e nas fotos dos peixes do amigo Léo eu e o Adimir conseguimos finalmente tirar 2 redondos da água que seguiram para as fotos e foi à vez do Léo retribuir e nos ajudar com o passaguá e fotos!!!

Antes de nos recolhermos para um breve e merecido descanso o Adimir e um amigo que estava pescando ao nosso lado conseguem a captura de 3 exemplares De Qualidade que habitam o lago do Pesqueiro Fazenda Paraná. Força, muita força para segurar os “monstros pós-batalha”!!!

Manhã seguinte e último dia de nossa estada no Pesqueiro Fazenda Paraná e começamos cedo e após uma pequena ceva o Léo abre o placar com o primeiro peixe de bom tamanho do dia.

E por falar em ceva e iscas, as mais utilizadas nessa pescaria por nossa equipe foram os eva’s e miçangas com anzol Wide Gap 2/0 (maior produtividade na cor café com leite) a salsicha e cabeça de Tilápia (pesca de fundo), com anzóis Pacu da Pinnacle 5/0 acompanhados das excelentes Bóias Barão dotadas de chicote de linha monofilamento 0.50 mm variando a altura entre 20 cm e 1 metro. Como as dimensões do Lago são enormes, decidimos por utilizar varas (Pampo e Kensaki) de 2.10 a 2.40 m., e carretilhas de perfil baixo da Abu Garcia com linha monofilamento 0.37mm (cerca de 110 metros no carretel) e também carretilhas de perfil alto da Abu Garcia, sendo os modelos 5601 e 6501 com linhas monofilamento de 0.45mm e 0.50 mm respectivamente. Na sessão de “Dicas e Técnicas” do site vocês encontrarão vídeos feitos pela Equipe Fishingtur especialmente para que você leitor possa montar esses conjuntos e abaixo fotos do conjunto (perfil baixo) sendo a Carretilha Black Max com excelente custo x beneficio disponibilizado no mercado pela Abu Garcia.

Após a soltura do peixe do Léo, o lago deu uma parada geral, tentamos de todas as formas fazer os peixes subirem na ceva, sem sucesso. Montamos alguns equipamentos de fundo, mas os peixes também nada queriam conosco. Diante deste cenário aproveitamos para andar na margem do lago e trocar experiências com demais pescadores e aproveitamos para registrar a beleza e a infraestrutura do local.

A Infraestrutura para pesca também é espetacular, o lago é de grandes proporções e nas margens encontramos locais adequados e apropriados para pratica de nosso esporte.

Durante o período da tarde os peixes se mantiveram bem manhosos e decidi fazer juntamente com o Léo uma ceva “pesada” e depois de uns 10 minutos alguns rebojos demonstravam bons peixes se alimentando e a adrenalina subiu, visto que, sabíamos que a qualquer momento um dos TambaREX seria fisgado e observo a minha bóia guia se movimentar lentamente e sem pensar recolhi o excesso de linha e mandei uma fisgada daquelas e imediatamente o peixe saiu em disparada para o centro do lago e apenas consegui fechar um pouco mais a fricção e ver o carretel se esvaziando e já apreensivo e entrando em desespero o peixe finalmente parou e disse para o Léo que estava ao meu lado. Esse é dos brutos, esse é REX!!!

Fui trazendo o peixe lentamente e quando chegou próximo ao píer foi possível ver o seu tamanho e logo gritei, olha o TambaREX aí amigos!!! A “briga” foi intensa e com a “ponta dos dedos” conseguimos prancha-lo na margem e partimos para a merecida sessão de fotos. Persistência, observação e dedicação em uma pescaria em nossa opinião é tudo e novamente fomos premiados com mais um grande peixe. Show!!!

O Adimir que estava pescando em outro local do lago conseguiu registrar 2 belos peixes capturados por demais pescadores e como é costumeiro e tradicional na Equipe Fishingtur fez o registro dos amigos e até participou com uma foto de uma linda Cachara.

Final da tarde e inicio da noite e os redondos resolveram dar as caras, sendo assim, não perdemos tempo e mais 3 bons exemplares seguiram para as fotos.

E para fechar com chave de ouro a nossa pescaria no Pesqueiro Fazenda Parará conseguimos capturar mais um lindo exemplar de Pincachara para felizes encerrarmos e fecharmos a nossa estada nesse maravilho e espetacular local.

Amigos, gostaríamos de deixar um grande abraço a todos os pescadores e leitores do site Fishingtur, aos funcionários do Pesqueiro Fazenda Paraná e um abraço especial ao Klebinho pela simpatia e atendimento fornecido para nossa equipe e pela confiança depositada em nosso trabalho.

O Fishingtur fica a disposição através dos canais abaixo para duvidas, apoio e/ou necessidades de demais esclarecimentos.

Silvio Leme – Equipe Fishingtur Fotos: Silvio Leme, Léo e Adimir. Texto: Silvio Leme Edição: Marcio David

#fazenda #fazendaparana #pesqueiro #tambacu #cachara #pincachara #cevadeira #massaspaturi

boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

universo da pesca.png
ESTILO GOIANO.png

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2019