Últimas Reportagens

Pousada 4 Estações - Começo de frio com peixes na linha

27/06/2018

Local: Pousada Quatro Estações – Esmeraldas – MG
Data: 03 de maio de 2012

 

Olá Amigos,
 

Eu(Marcio David) e nosso amigo Saulo, saímos de São Paulo em direção ao estado de Minas Gerais. Fizemos uma viagem super tranquila de carro, seguindo pela Rodovia Fernão Dias até a cidade de Betim, onde cruzamos a cidade seguindo para a cidade de Esmeraldas, até chegar na Pousada Quatro Estações.
 

Como de costume, fomos muito bem recebidos pela Franciele que logo nos levou ao restaurante, pois o almoço tinha acabado de ser servido.
 

Após o maravilhoso almoço servido, descarregamos nossas bagagens no quarto e começamos a montar nossa tralha de pesca.

 

As 14:30h seguimos para o lago. Nossa intenção era em ficar no lago em forma de “U”, mas ao passar pelo lago da ilha vimos muita grandes manchas, ou seja, grandes Tambacus na superfície.

 

Paramos bem ao lado da ilha, cortei minha bóia e amarrei um único anzol Worm ( blackbass ), isquei 1/3 de salsicha flutuando e arremessei em cima de uma das manchas. Parece brincadeira, mas em menos de 5 segundos uma forte explosão esticou minha linha. Não tive tempo nem de fisgar e o peixe já estava puxando linha. Até que um bonito Tambacu se entregou para abrir a nossa tarde.
 

Na sequencia, o Saulo arremessou uma bóia torpedo com chicote de 30cm com um pedaço de salsicha e aconteceu o mesmo, segundos depois a bóia afundou e outra peixes estava fisgado.
 

Arremessei mais duas vezes a salsicha flutuando e em dois grandes ataques, a salsicha voltou desfigurada até que o Saulo novamente na bóia torpedo garantiu mais um exemplar.
 

O Saulo ainda estava brigando com o último peixe quando arremessei minha salsicha bem na frente da ilha e depois de alguns rebojos outra forte explosão fez a fricção de minha carretilha cantar e tiramos mais dois belos redondos.

 

 


 

A brincadeira estava divertida, mas seguimos para o lago “U”, montamos novamente o tradicional equipamento para o 4 Estações:

 

Vara de 15/30 libras
Carretilha de Perfil baixo
Linha 0,33 a 0,37mm
Bóia Torpedinho(pequena ou média)
Chicote de +-50cm de linha mono 0,50mm
Chumbinho arroz no chicote perto do anzol
Anzol 4/0 ou 5/0
 

A isca como sempre a famosa Ração Labina na Pinga, vendida no próprio pesqueiro.
 

Equipamentos montados, hora de cevar um pouco, com as mãos mesmo e logo as tilápias apareceram e na sequencia grandes rebojadas. Hora de iscar a Labina e fazer os arremessos.
 

Minha bóia caiu na água e rapidamente foi virando de ponta cabeça, aparecendo somente o chumbo da bóia. Estiquei a linha e fisguei, o peixe saiu em disparada tomando muita linha na diagonal do lago. Um vai e vem de quase dez minutos até que o primeiro tambacu deste lago estava dentro do passaguá.
 

O Saulo veio na sequencia usando o mesmo esquema e fisgando outro tamba. Bastava arremessar e cevar um pouco em cima e esperar o ataque. Era fatal.
 

O importante é não ter dó de gastar a ceva, pois como o lago está com muitas tilápias, é necessário sempre estar cevando para fazer com que os Tambacus fiquei logo abaixo das tilápias e consequentemente esperando a ração Labina do chicote descer até eles.
 

 


 

Já estávamos no final do dia quando os peixes ficaram mais ativos e subindo para comer na superfície com as tilápias. Tinham alguns exemplares que facilmente passavam dos 25kg. Comecei a cevar mais ainda e arremessei bem no meio deles e foi fatal, ou melhor, eu nem vi a bóia afundar, ela literalmente desapareceu e quando eu pensei em fisgar, minha linha já estava voando pela lateral do lago. Um briga pesado e no fundo, com corridas fortes no meio do lago de um lado para outro até que o grande Tambacu encostou na margem e o Saulo fez o trabalho com o Passaguá.

 

 


 

No finalzinho da tarde, eu e o Saulo recebemos a visita no lago de dois funcionários do pesqueiro, estes que hoje são grandes amigos. E como ambos estavam com as camisetas do Fishingtur-Pousada 4 Estações, os coloquei prá pescar. E não é que A Franciele pegou um grande Tambacu e depois ainda saíram mais dois exemplares, dois com o Willian e outro com a Fran.
 

 


 

Nosso fim de tarde estava bem animado e ainda fisgamos mais alguns exemplares, mas o cansaço estava falando mais alto, pois estávamos acordados desde a madrugada quando saímos de São Paulo. Fisgamos mais alguns peixinhos e terminamos nossa pescaria.

 

 


 

Nada melhor para fechar a noite do que uma ótima e saborosa Pizza, feita na própria pousada. E depois disso, uma boa noite de sono !

 

 


 

Gostaríamos de agradecer mais uma vez a Luciana pela confiança e ao Geraldo pela amizade e recepção. Agradecemos também a Esmeralda, o Willian e a Franciele por toda a hospitalidade e atendimento.
 

Abraços
 

Marcio David

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Busca...

Please reload

boias de pesca, boia cevadira, boia torpedo
Carretilhas de Pesca Penn
Contato Fishingtur

Parceiros

Varas Ultralight Luck Lure

O maior portal de Pesca e Turismo do Brasil

Fishingtur Pesca e Turismo 2019